Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, novembro 18, 2009




Eu estou vivendo
A adrenalina pulsando
E cada salto parece maior que a capacidade de meus pés...

Então eu recuo,
Tomo impulso e me jogo novamente.
É como viver no seu limite

Eu gosto de me sentir assim.
De ser um palco
Para mim mesma
E de colocar a máscara que eu preferir,
no momento que eu quiser.

E quando não restar mais nenhuma máscara
Quando as revelações vierem
Cada um vai sentir um pouco
a minha parcela de culpa.

E ninguém vai estar do meu lado, eu sei
Mas talvez o objetivo desde o começo seja acabar sozinha...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente