Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, abril 01, 2011

E sorrateiramente, despertei. Do sono inconstante ao qual havia me submetido, e refleti. Sim, garotas de quase vinte anos também sonham. Sonham tanto que até se esquecem da realidade... Amanheci. Vi o sol nascer na minha janela, joguei um beijo pras nuvens tão bem colocadas no céu num dia de outono. Poesias que eu nunca li, resolvi me entregar à elas. E as cores todas desse dia... Tantas... Tantos sonhos que eu nunca ousei sonhar... Viajei, mergulhei em pensamentos tão profundos, que se confundem nessa maré de espera e de vazio. E tudo mudou de cor por um dia. E, no dia seguinte, tudo começou sem cor uma outra vez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente