Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, abril 13, 2010

De repente.

E quando senti o seu beijo, pela primeira vez, percebi que não existia mais volta.
Talvez o universo estivesse todo conspirando a favor de nós... aquela tarde, por mais que estivesse me atrasado, você ainda estava me esperando... então eu pensei: isso tem que valer a pena. E como valeu. De repente era um vício, de repente era interminável, de repente o mundo ficava perfeito quando você estava por perto... e mesmo que várias coisas tentassem interferir, de repente surgiu uma confiança, um algo a mais. De repente tínhamos uma música. E tudo estava diferente, não existia passado... só o presente. De repente estava contando as horas para te ver de novo, e elas teimavam em não passar. E ainda jurava pra mim mesma que 'era só um beijo'. Só um dos melhores beijos... E quando eu dizia que não queria me entregar, eu já estava nos seus braços. E de repente estava amando você. De repente meu mundo ficou perfeito porque você me ama também. De repente não existem mais dúvidas, só existe desejo, saudade, carinho, afeto, amor.



"Mas se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim único no mundo, e eu serei para ti única no mundo...".

2 comentários:

  1. Belo, Flávia.

    Legal essa frase do Mário Quintana aí.


    Até.

    ResponderExcluir
  2. é do Antoine de Saint Exupèry, um trecho de O pequeno príncipe. Mario Quintana já escreveu um poema com frases parecidas, mas não é de autoria dele...
    valeu o comentário!
    Até.

    ResponderExcluir

Comente