Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, junho 23, 2010

Curativo

Entenda
Que embora não haja amanhã
E que o ontem já não existe mais
Hoje eu não queria acordar.
Hoje eu pensei tanto em tanta coisa
Pensei que tudo pudesse fazer algum sentido
Ou que coisa nenhuma tinha importância.
Hoje demorei pra dormir.
Passei a noite contando e recontando tudo que já vivi
Lembrei de um tempo
Nos quais eu só precisava de mim pra ser feliz
Lembrei de coisas que achei que tinha esquecido
E apaguei o pesadelo todo da minha cabeça
E a ferida de repente começou a cicatrizar
Mas então uma faca abre ela outra vez
Abre até o sangue voltar a escorrer
E o sangue se transforma em lágrimas
E incertezas
E todo o trabalho pra fazer o curativo pareceu em vão
A dor não passa
O sangue não estanca
Os pensamentos não se organizam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente